ME-DO

-Lu, você é muito corajosa!
-É sou sim…Agora diga isso a minha dores de barriga incessantes, ou para as noites em que eu não consigo dormir, diga isso para as lágrimas em meu travesseiro e pra panela de brigadeiro que fiz ontem a noite, diga isso as vezes em que eu mesma me chamei de louca, ou melhor diga isso a minha mente, que insiste em dizer o contrário!

-E ai Lu, como você está?
-Feliz, muito feliz… e com medo, um medo do caralho (desculpe, mas precisava de um palavrão)… minha barriga virou um borboletário e independente do clima, sinto frio na espinha…

Eu tenho medo e sou corajosa!
Sim, essas duas coisas podem coexistir!
Aprendi a lidar com o medo, aprendi a respeita-lo, aprendi a ser grata a esse sentimento, e a entende-lo como um sinal!

Em todos os passos importantes que dei em minha vida, lá estava ele…
Escondido em baixo da cama ou atrás do meu sorriso confiante…
Ele até tenta me parar, mais não é forte o bastante!
Ele sempre está por perto…
E me ensina coisas sobre mim.

Não se trata de vencer o medo ou extermina-lo… o ponto aqui, é me apoiar no seu oposto, equilibrar a dualidade de Ser Humana…
A coragem é o outro lado da moeda
E só pode ser corajoso, quem tem medo!

A questão não é ter ou não ter medo, todos temos… mas o que você faz quando ele vêm?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *